jessica3tt
Entrevista.com, 26.04.2006
TUTORUM - Jéssica Augusto
UMinho
Entrevista a Jéssica Augusto, atleta de Alta Competição a estudar na UMinho

Jéssica Augusta, aluna do 1º ano de Enfermagem, é actualmente atleta do SCBraga, tendo conquistado em 2006, o titulo de Campeã Nacional Sénior em Corta-Mato, e Campeã Nacional de Corta-Mato Curto por equipas pelo seu clube. Jéssica tem como titulo mais importante no seu palmarés, o de Campeã da Europa de Cross Junior (2000-Malmo). Esta jovem atleta, esteve também presente recentemente no Mundial de Corta-Mato Curto que se realizou no Japão em Abril. Vamos então agora conhecer um pouco mais desta atleta de alta competição, aluna da UMinho, que no meio-fundo, a nível nacional, já conquistou quase tudo o que havia para conquistar.
UMdicas - Com que idade é que iniciaste a prática competitiva do Atletismo e onde?
Jéssica Augusto - Com 15 anos iniciei a minha prática competitiva no Atletismo através do Desporto Escolar na Escola Francisco Sanches. Nesse mesmo ano (1996) entrei para o SCBraga.
UMd - Achas que Atletismo ajudou no teu desenvolvimento enquanto indivíduo?
JA - Sim, o Atletismo ajudou-me muito no meu desenvolvimento como pessoa. 
UMd - Qual foi o papel da tua familia no teu percurso enquanto atleta de alta competição?
JÁ - O papel da minha família foi e tem sido extremamente importante. Sempre me apoiaram ao máximo tanto nos bons como nos maus momentos, ajudou também o facto destes adorarem Atletismo tal como eu, e a acompanharem-me para a maior parte das competições em que participo.
UMd - Quantas vezes treinas por semana, e quanto tempo?
JA - Treino durante a semana todos os dias de manhã e de tarde (segunda a sábado/12 treinos), ao domingos faço apenas um treino.  
UMd - A maneira como tu lidas com a pressão e a ansiedade antes das provas é algo que tu consegues trabalhar e treinar, ou simplesmente é algo com que apenas lidas na hora em que ouves o tiro de partida?
JA - É difícil lidar com a pressão e a ansiedade antes das provas no meu caso. Não é que não consiga fazê-lo mas cada prova é uma prova e os objectivos diferem de prova para prova. É algo que tenho tentado trabalhar e treinar com a ajuda do meu treinador e com a maior naturalidade.
UMd - Qual é para ti a grande diferença entre a competição federada e a competição universitária?
JA - Sinceramente a diferença não é muita visto que a maior parte dos atletas de alta competição são universitários. Penso é que a maioria destes atletas não compete muito pelas suas universidades ou por falta de oportunidades, ou porque os calendários competitivos não coincidem, tendo também outros objectivos em vista.
UMd - O facto de correres pelo SCBraga condicionou a tua escolha de Universidades quando concorreste? Porque?
JA - Não condicionou a minha escolha, eu podia estar numa outra universidade e correr na mesma pelo SCBraga, desde que tenha condições para treinar e  que me apresente a altura nas competições pelo clube.
UMd - Para muitos atletas de alta competição torna-se difícil conciliar os estudos com a prática desportiva. Como é que tu consegues gerir esta nem sempre fácil "relação" ?
JA - É difícil mas não é impossível. No meu caso, estou num curso que exige muito (enfermagem), são trabalhos atrás de trabalhos, aulas praticas, aulas teóricas - tento conciliar ao máximo, indo treinar as 7h da manha para me apresentar nas aulas as 9h, depois a tarde tenho outra vez aulas, voltando aos treinos depois as 18h. Por vezes vejo-me obrigada a faltar de manhã uma ou duas vezes por semana para me deslocar a maia onde faço um treino específico com o meu treinador. A maior dificuldade é mesmo o cansaço e a falta de tempo para estudar no final do dia. Também tenho tido a sorte de ter colegas da minha turma que me têm ajudado com os apontamentos e alguns trabalhos quando estou em estágios e competição, acho isso fantástico por parte deles e têm contribuído muito para que eu consiga conciliar o estudo com o desporto de alta competição.
UMd - A UMinho iniciou em Portugal um programa pioneiro no que diz respeito ao apoio aos atletas de alta competição, o TUTORUM. O que pensas desta iniciativa e do programa em si?
JA - Penso que é um programa muito bom para nós atletas de alta competição, dando-nos a possibilidade de conciliar a nossa prática com os estudos. Penso que é uma boa iniciativa e eu como tenho muitos estágios e competições durante o ano tenho tirar o máximo de partido deste programa com a ajuda do meu tutor que tem sido fundamental.
UMd - Em que áreas já recebeste apoio através do Tutorum?
JA - O maior apoio para já é ter tido a possibilidade de adiar alguns exames por motivos de competição e estágios, o que para mim é extremamente importante. Terei também em breve a possibilidade de receber apoio psicológico.
UMd - Os teus objectivos pessoais passam por uma carreira profissional no Atletismo ou os estudos vêm em primeiro lugar?
JA - Neste momento aposto forte na minha carreira profissional no Atletismo, apesar disso não vejo como grande obstáculo os estudos, vou tentar mesmo conciliar os dois o que será óptimo para mim.

Fotos www.tempolivre.pt

Nuno Gonçalves
Nunog@sas.uminho.pt
Arquivo de 2006