UMDicas_NG_DiplomasMerito (97)
Desporto, 21.12.2021 às 18:18
56 estudantes da UMinho receberam o Prémio de Mérito Desportivo
A cerimónia de entrega dos Prémios de Mérito Desportivo decorreu ontem, dia 20 de dezembro, no Salão Medieval da Reitoria da Universidade do Minho (UMinho), em Braga, e contou com a presença do Pró-reitor da UMinho, Guilherme Pereira, do Administrador dos Serviços de Acção Social (SASUM), António Paisana, do Presidente da Associação Académica (AAUMinho), Rui Oliveira, e do treinador de futsal do SC Braga/AAUM, Joel Rocha.

Este foi, sobretudo, um momento de homenagem aos estudantes atletas que, a título individual ou coletivo, se sagraram Campeões Nacionais Universitários e que, em simultâneo, tenham obtido aproveitamento escolar de acordo com as condições previstas no Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo. Os 56 estudantes/atletas foram assim galardoados pela conjugação da excelência desportiva com o mérito académico, premiação relativa ao ano 2020/2021. 

Nesta que foi a 12.ª edição do evento, os premiados resultaram de seis modalidades, sendo que o Voleibol e o Andebol foram as modalidades com mais premiados, 26 e 21, respetivamente. Para além destas, o Basquetebol elegeu quatro atletas, o atletismo dois, a canoagem dois e o Karting um.  Estes surgiram de 32 cursos da UMinho e de seis unidades orgânicas de ensino e investigação, sendo que as escolas mais representadas nos eleitos deste ano foram a Escola de Engenharia (28) e a Escola de Economia e Gestão (11). 

Devido à situação pandémica, e como referiu o presidente da AAUMinho, “as duas últimas épocas desportivas foram profundamente desafiantes para o desporto universitário em Portugal”, apesar disso, e como notou o administrador dos SASUM, “foram fixados desafios e metas ambiciosas” para as comitivas que competiram nas Fases Finais dos Campeonatos Nacionais Universitários (CNU’s) 2021 que decorreram na Covilhã e Fundão, entre 19 e 30 de julho, “aumentar a fasquia” face a 2019, mas tendo como missão ser líder no fair play e “vencer, pela primeira vez, o Troféu Universitário de Clubes da Federação Académica de Desporto Universitário (FADU)”. 

Objetivos que os atletas da UMinho superaram, "conquistamos mais medalhas do que qualquer outro clube e por isso sagrámo-nos o melhor clube do desporto universitário”, afirmou António Paisana. A AAUMinho conquistou em 20/21, 33 medalhas, tendo arrecadado ainda três cartões brancos demonstrativos de fair play e ainda o “tão desejado Troféu Universitário de Clubes”, como realçou o Administrador. 

“Hoje estamos juntos para entregar prémios. A maneira formal da Universidade reconhecer e valorizar o mérito daqueles que alcançaram simultaneamente sucesso nas competições universitárias e nas provas académicas”, destacou António Paisana. Acrescentando que “o desporto é uma ferramenta muito útil em qualquer modelo de formação académica integrada, porque, além de outros valores, incentiva a autonomia, a disciplina e a tomada de decisões pessoais; melhora a autoconfiança e a comunicação; ensina o respeito pelo adversário e a importância do esforço e do sacrifício. Em suma, fornece orientações muito importantes para o desenvolvimento pessoal e social de todos aqueles que o praticam”, concluiu. 

Também Rui Oliveira, realçou o mérito e a excelência dos estudantes atletas premiados, declarando que “vocês são estudantes que não só praticam desporto com regularidade, como também o fazem a um nível de excelência”, salientando a sua “capacidade de gestão do tempo”, a sua “resiliência”, “capacidade de interação com os pares”, e “capacidade de serem objetivos e focados”. “É por tudo isto que aqui estamos nesta cerimónia, para distinguir aqueles que possuem competências extraordinárias, mas que o fazem dentro e fora de campo, e pelos quais a UMinho e a AAUMinho sentem um orgulho desmedido por ser parte do vosso processo de formação completa”, declarou. 

Em representação do Reitor da UMinho, Guilherme Pereira, felicitou todos os premiados, reconhecendo o seu esforço e resultados desportivos alcançados. “A Universidade do Minho assume-se como uma Universidade completa (…), não obstante, a sua abrangência não inclui no seu portefólio formativo a área do desporto. Apesar disso tem conseguido, ao longo dos anos, encontrar formas muito relevantes de induzir à prática desportiva, e no seguimento dessa estratégia, tem vindo a conseguir resultados desportivos fantásticos”, disse.

Notando ainda que perto de 10 000 estudantes da Academia minhota estão envolvidos na prática desportiva regular e cerca de 500 estudantes usufruem do estatuto de atleta de alta competição, para além da UMinho ser palco, todos os anos, de cerca de 150 eventos desportivos, “dados que refletem claramente o compromisso da Universidade com a temática do desporto”, destacou. 

O Pró-reitor sublinhou ainda que a excelência dos resultados desportivos da UMinho e AAUMinho, “são particularmente vincados nos sucessivos reconhecimentos e atribuição de prémios e distinções à Universidade, quer pela FADU, quer pela European Union Studies Association (EUSA)”. 

Com uma intervenção no âmbito do tema “A Carreira Dual no Alto Rendimento”, Joel Rocha começou por afirmar que “ser excelente é claramente a exceção”, e dirigindo-se aos premiados sublinhou que “a excelência deve e tem de ser premiada”.

Sobre a carreira dual, o treinador de futsal do SC Braga/AAUM referiu que “é mais que dupla, porque além da carreira desportiva, têm a carreira académica, têm a vida social, pessoal e familiar”. O treinador destacou ainda cinco aspetos, que segundo este, “fazem a diferença para se atingir a exceção e se continuar em patamares de excelência”, tais como, “o talento”, “o foco”, “a gestão do tempo”, “o equilíbrio” e “o ser”. Características que diz, devem ser “equilibradas” para se ser um estudante de excelência e um atleta de excelência. Afirmando que no nível de rendimento em que se encontra, são estas as características que procuram para os seus atletas. “Vocês para estarem aqui hoje é porque fizeram muitas coisas bem e de certeza absoluta que têm, em doses diferentes de percentagem, estas características”, asseverou. 

Federação Académica de Desporto Universitário (FADU) entregou o Troféu Universitário de Clubes à AAUMinho

Em representação do presidente, o administrador da FADU, Rui Freire entregou o Troféu Universitário de Clubes à AAUMinho, galardão alcançado na época desportiva 2020/2021. No total a Academia minhota arrecadou 33 medalhas (12 de ouro, 11 de prata e 10 medalhas de bronze) e perfez um total de 2 001,00 pontos, granjeando o primeiro lugar do Troféu Universitário de Clubes. Esta foi a primeira vez que a UMinho conquistou este Troféu.

Texto: Ana Marques 

Fotos: Nuno Gonçalves

Arquivo de 2021