UMDicas_NG_GalaDesporto2021 (99)
Desporto, 04.10.2021 às 14:30
Departamento de Desporto e Cultura dos SASUM recebeu a Bandeira da Ética
Após a certificação do Departamento de Desporto e Cultura dos Serviços de Acção Social da Universidade do Minho (DDC-SASUM), em finais de agosto, com a Bandeira da Ética, pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ)/Plano Nacional de Ética Desportiva, Vítor Pataco, presidente do IPDJ e Vítor Dias, diretor regional do Norte do IPDJ formalizaram o momento no passado dia 20 de setembro, durante a Gala do Desporto da Academia, com a entrega física da Bandeira da Ética a Carlos Videira, responsável pelos serviços desportivos da Universidade do Minho (UMinho).

Com este selo, o DDC passa a fazer parte de uma comunidade de instituições comprometidas com a ética no desporto e reconhecidas pelo trabalho que desenvolvem neste âmbito. É, de igual forma, o primeiro serviço desportivo de uma instituição de ensino superior a ser certificado no âmbito desta iniciativa. “A Bandeira da Ética valoriza quem é exemplo no desporto e a UMinho é a primeira instituição de ensino superior a ser contemplada”, realçou o administrador dos SASUM, António Paisana na sua intervenção na Gala do Desporto, deixando o seu “reconhecimento” aos responsáveis daquele Departamento no sucesso da candidatura, que segundo este “vincula, de forma contínua, ações concretas sobre a ética no desporto”, disse. 

A candidatura foi formalizada no passado mês de abril, submetendo um conjunto de evidências de iniciativas e projetos levados a cabo por este serviço desportivo ao longo dos últimos anos, no âmbito da promoção da ética desportiva e dos valores no desporto, em linha com as melhores práticas nacionais e internacionais. 

A certificação alcançada é para os responsáveis do DDC “o reconhecimento atribuído aos serviços desportivos da UMinho e consequentemente aos Serviços de Acção Social (SASUM), por um conjunto de políticas e atividades que visam a promoção dos valores éticos no desporto e que temos vindo a desenvolver para a comunidade académica”, referiu Gabriel Oliveira, responsável pela submissão da candidatura. Afirmando que faz parte da missão do DDC, “promover a participação desportiva e cultural no seio da comunidade académica (estudantes e trabalhadores), proporcionando condições para um acesso democrático a essa prática, num ambiente educativo aberto à comunidade, saudável e de excelência”. Acrescentando ainda que os serviços desportivos têm vindo “a promover a prática desportiva para todos, proporcionado uma formação complementar aos nossos estudantes, promovendo uma maior e mais saudável qualidade de vida, e, porque a nossa população alvo é muito específica, promover os valores éticos que representam esta certificação”. 

Para Gabriel Oliveira, esta certificação “só veio confirmar o excelente trabalho que temos vindo a realizar desde o início. Esperamos que com a atribuição da Bandeira da Ética ao DDC, mais serviços desportivos do ensino superior nos sigam o exemplo e também se certifiquem! Temos sido líderes e referência nacional e internacional no que toca a serviços desportivos universitários e esperamos que a seguir a nós mais apareçam. Trabalha-se muito bem nos Serviços e Desporto Universitário, nós só “abrimos a porta””, disse. 

A Bandeira da Ética é uma iniciativa do IPDJ, levada a cabo no âmbito do Plano Nacional de Ética no Desporto, dirigida a todas as entidades que pretendam ser reconhecidas e certificadas pelo trabalho no âmbito da promoção dos valores éticos através do desporto. Os proponentes podem requerer a certificação de projetos, iniciativas, departamentos, ou da própria entidade no seu conjunto de atividades, devendo a informação prestada ser coincidente com o âmbito da certificação pretendida.

 A certificação tem validade de dois anos. Findo este período as instituições têm de submeter novas evidências de forma a renovar a mesma.

Fonte: SASUM

Arquivo de 2021