Gala do Desporto (12)
Desporto, 25.09.2019 às 14:20
UMinho elegeu os melhores do desporto em 2018/19
Juliana Dias (Monitor do ano), Maria Mimosa (Treinador do ano), Joana Cunha (Atleta Feminina do ano), Júlio Ferreira (Atleta Masculino do ano) e Mariana Silva (Atleta Percurso Desportivo) foram os grandes vencedores da 19.ª edição da Gala do Desporto da Universidade do Minho (UMinho) que entregou os “PODIUM” aos melhores de 2018/2019.

Voltando ao palco mais simbólico da Universidade o Salão Medieval do Largo do Paço, em Braga, a cerimónia de atribuição dos “galardões do desporto”, organizada pelos Serviços de Acção Social da UMinho (SASUM) em colaboração com a Associação Académica (AAUM) desde 2001, decorreu no passado dia 20 de setembro, no mesmo dia em que se celebra o Dia Internacional do Desporto Universitário.

Para além dos “atores” principais, os 25 nomeados, a grande festa do desporto da Academia Minhota contou com a presença do Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira , e ainda com a presença de cerca de 200 participantes e convidados entre os quais se encontravam, para além do  , o Reitor da Academia, Rui Vieira de Castro, os presidentes do Vitória SC e SC Braga, Miguel Pinto Lisboa e António Salvador, respetivamente, bem como de outras personalidades de relevo do panorama académico e desportivo, regional e nacional.

Esta Gala anual representa o encerramento da época desportiva e constitui-se como o reconhecimento da academia para com todos os estudantes, atletas, treinadores, dirigentes e comunidade envolvente que trabalham em prol do desporto e do sucesso desportivo da Academia.

Os vários intervenientes na cerimónia realçaram que 2018/2019 foi um ano desportivo muito intenso para a Academia Minhota, que recebeu dois dos maiores eventos do calendário do desporto universitário nacional e europeu: as Fases Finais dos Campeonatos Nacionais Universitários e o Campeonato Europeu Universitário de Futsal. Para além destes, foram cerca de 350 os estudantes que participaram nas provas desportivas nacionais universitárias organizadas pela Federação Académica do Desporto Universitário, onde conquistaram 104 medalhas (29 de ouro, 34 de prata e 41 de bronze), posicionando a Universidade do Minho no 2.º lugar do Troféu Universitário de Clubes, espelhando o esforço, a dedicação e a qualidade dos atletas minhotos. A UMinho esteve também representada em vários Campeonatos Europeus Universitários, conquistando 6 medalhas: duas de ouro e uma de prata no Taekwondo e uma medalha de bronze no Kickboxing. As equipas de andebol masculino e futsal masculino também subiram ao pódio para receber a medalha de bronze nos respetivos campeonatos.
Este ano realizaram-se também as Universíadas, em Nápoles, a segunda maior competição multidesportiva, logo a seguir aos Jogos Olímpicos. A UMinho esteve representada com 7 estudantes/atletas que integraram a delegação Portuguesa, tendo Júlio Ferreira, estudante de arquitetura, conquistado a medalha de bronze na modalidade de Taekwondo e Bárbara Miranda, estudante de Gestão, conquistado a medalha de bronze na modalidade de basquetebol feminino. De destacar, também, a Medalha de Honra ao Mérito Desportivo atribuída à UMinho pelas mãos do Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, galardão que se destina a premiar coletividades pelos serviços prestados em prol do desporto nacional e pela continuidade de factos relevantes que prestigiam o desporto nacional em nome do País.

Em jeito de agradecimento, o Administrador dos Serviços de Ação Social, António Paisana referiu que a Gala é “um momento em que reconhecemos publicamente os vossos feitos desportivos, a vossa dedicação, o vosso empenho e grande espírito de sacrifício”, realçando que o desporto e a prática desportiva são muito valorizados na UMinho, entendidos “como parte imprescindível de um modelo de educação integral dos estudantes”, disse. Sobre o futuro do desporto na UMinho, o Administrador dos SASUM revelou que há “uma estratégia clara e de grande foco no futuro (…) um plano de investimentos ousado e de grande comprometimento com o futuro”, salientando o investimento nas pessoas e na melhoria das infraestruturas e serviços. Como desejo, António Paisana disse querer “superar a meta de ter 1/3 do total dos estudantes inscritos na UMinho em atividade física regular nas nossas instalações desportivas (…) queremos atrair mais utentes aos nossos serviços desportivos e encorajar uma utilização mais intensiva dos nossos recursos (…) e queremos vê-los, a vocês e a muitos outros, na Gala do próximo ano, porque isso significará que somos e fomos, os melhores outra vez”.

Também o Reitor, realçou a importância da Gala do Desporto: “representa um momento de grande significado no calendário anual da Universidade do Minho, o momento em que celebramos aquelas e aqueles que mais se distinguiram durante o ano letivo anterior e contribuíram decisivamente para o reconhecimento da qualidade, excelência e importância do desporto no seio da nossa Instituição”, referiu.
Salientando o lugar de destaque que o desporto ocupa na UMinho, o seu responsável máximo referiu que “numa comunidade de 22 000 pessoas, existem mais de 7 000 utentes registados nos serviços desportivos da UMinho, dos quais 4700 são estudantes. Estes números traduzem um elevado grau de compromisso da comunidade universitária com a atividade física e uma convicção forte acerca dos seus benefícios para a vida pessoal e social de cada um. Esta é uma realidade que muito nos orgulha e que queremos ver cada vez mais consolidada”.

A nível das organizações desportivas, o Reitor aponta, referindo-se ao ano letivo agora terminado, os muitos momentos que deram “uma grande centralidade e visibilidade na nossa Universidade”, destacando a organização das fases finais dos campeonatos nacionais universitários, bem como o Campeonato Europeu Universitário de Futsal, e em particular a atribuição à UMinho, em julho deste ano, da Medalha de Honra ao Mérito Desportivo, feita pelo Ministro da Educação, Professor Tiago Brandão Rodrigues, afirmando que “a organização de provas desportivas internacionais continuará a ser uma aposta da UMinho”, sendo já a próxima o Campeonato Europeu Universitário de Voleibol, a realizar em 2021, em Guimarães.

“Em primeiro lugar, permitam-me, portanto, falar das conquistas” começou por dizer o presidente da Associação Académica, Nuno Reis, afirmando que a época desportiva 2018/2019 “foi uma das melhores épocas de sempre, quer em termos de resultados desportivos, quer pelos feitos alcançados”. Segundo o representante dos estudantes, a época desportiva transata ficou “marcada pelo fortalecimento da estratégia de desenvolvimento desportivo da UMinho, alicerçada na própria visão estratégica da instituição”, destacando os protocolos de cooperação com os dois principais clubes da região SCBraga e o VitóriaSC realizados nesta cerimónia, a distinção feita pelo Governo Português à UMinho com a Medalha de Honra ao Mérito Desportivo e ainda a nomeação pela Associação Europeia de Desporto Universitário para integrar um lote de três instituições de ensino superior que disputarão o título de “Most Successful University”, que distinguirá a instituição europeia com mais sucesso desportivo da década, na Gala da EUSA, no próximo dia 27 de setembro, na Universidade de Aveiro. “Duas grandes distinções que ilustram a importância do investimento no desporto universitário, representando o ganho coletivo, onde se insere a nossa comunidade académica, e, paralelamente, toda a sociedade”, disse.

Não esquecendo todos os que deram muito de si ao desporto universitário declarou: “O desporto universitário nesta Academia é incrível porque as pessoas que o fazem são incríveis. E a todas vós devo um sentido agradecimento por terem sido capazes de elevar o nome das instituições que representam a patamares nunca antes vistos. (…) Parabéns por conciliarem o desporto com a educação superior. Parabéns por serem campeões na prática desportiva e, também, na postura e valores que assumem diariamente”.

SC Braga e Vitória SC receberam distinção especial

Durante o evento, o SC Braga e Vitória SC assinaram protocolos de colaboração com a UMinho, alargando o âmbito da cooperação já verificada em anos anteriores e firmando uma parceria que seja transversal às várias modalidades desportivas com o foco na promoção das carreiras duais dos estudantes/atletas.

Os dois clubes minhotos receberam ainda a distinção especial da 19.ª Gala do Desporto, entregue aos presidentes, António Salvador e Miguel Pinto Lisboa.

“É uma grande honra para o SCBraga receber o galardão prestígio da Universidade do Minho, um importante reconhecimento de uma parceria de largos anos e de um caminho que temos traçado juntos em prol do desporto e da comunidade. No SCBraga também procuramos excelência, é por isso que ano após ano reforçamos a nossa ligação à UMinho, seja através de parcerias para as nossas modalidades, seja através do incremento de atletas que conciliam o alto rendimento no desporto com a carreira académica. É essencial que as grandes instituições estejam unidas, partilhando as suas valências, mas também os seus princípios e valores, é essencial que o SCBraga e a UMinho unam esforços, não só para o crescimento enquanto entidades de relevo em Portugal e na Europa, mas sobretudo para que continuem a fazer a diferença onde ela é mais necessária, que é na vida das pessoas e dos jovens em particular”, declarou António Salvador.

“O Vitória SC é, tal como a UMinho e o SCBraga, uma das principais forças motoras da nossa região. O nosso objetivo é levar a nossa região mais longe, fazer o seu nome ser conhecido em todo o mundo, nomeadamente na área do desporto. O Vitória SC não é só futebol, é um clube eclético com mais de 1500 atletas na formação, com o objetivo de serem mais rápidos, mais fortes, chegarem mais alto e mais longe. Mas o nosso objetivo não é só formar atletas, é essencialmente formar homens, e nesse sentido é importantíssima esta interação com a UMinho, a proximidade com a Academia”, transmitiu Miguel Pinto Lisboa.

O testemunho do ex-aluno e agora diretor de marketing e crescimento da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Nuno Moura

“No desporto aprendem-se e adquirem-se competências humanas e sociais, qualidades que as grandes corporações vão pedir ao mercado de trabalho. O desporto e a promoção da prática desportiva é, portanto, uma plataforma na qual devemos continuar a investir, a apoiar, e a UMinho fá-lo de uma forma fenomenal!

“Entrei na UMinho faz, este ano, 20 anos e de facto a UMinho tem sido, ao longo destas décadas, um estabelecimento exemplar e líder nesta área desportiva, o que sempre me surpreendeu pela positiva, até porque era uma universidade que não oferecia um curso de desporto, mas tinha uma oferta desportiva ímpar e fenomenal. Os resultados partilhados aqui hoje, o que tem vindo a ser conquistado, é invejável e um exemplo para todos nós. “Neste momento sou diretor de marketing e crescimento da Federação Portuguesa de Futebol, mas passei os últimos seis anos nos EUA a liderar o marketing da NIKE. Posso dizer-vos que se não fosse o meu percurso desportivo aliado obviamente à formação académica, provavelmente não teria conseguido estas oportunidades. Hoje em dia trabalho com imensos ex-atletas, ex-futebolistas, ex-olímpicos e consigo identificar que um atleta acaba por ser um líder no mundo, no mercado de trabalho. O nível de excelência, o nível de produtividade, o que estes acabam por entregar ao mercado de trabalho é fenomenal e acima da média. Sei e prevejo que o mercado de trabalho, as organizações, os líderes vão cada vez mais contratar ex-atletas, vão valorizar cada vez mais estas competências, portanto, todos vocês terão alguns ganhos com isso”, asseverou o alumnus da UMinho.

Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira reconheceu o trabalho feito na UMinho em prol do desporto

“Todos nós já conhecemos o trabalho que a UMinho tem feito ao longo de quase 25 anos no incremento daquilo que deve ser a atividade desportiva dentro do ensino superior. Estou aqui para mostrar o reconhecimento pelo que a UMinho tem feito. Os seus resultados são um exemplo para as outras instituições de ensino superior, um exemplo de como se deve caminhar”, disse, durante o discurso de encerramento da Gala.

Incitando à prática desportiva como formação complementar, o governante apontou que “a formação desportiva faz parte daquilo que deve ser uma formação académica, uma formação ao nível superior e uma formação humana”, enfatizando o facto de que “o tempo que dedicamos à prática desportiva é muito bem aproveitado, pela formação que se consegue a este nível e também pelo apreço que o mercado de trabalho tem por quem o faz e encara a vida aliando o desporto à formação académica”.

Salientando a alteração do Estatuto do Estudante Atleta, afirmou que veio trazer “benefícios e permitir que os estudantes possam aliar o desporto aos estudos, de uma forma mais justa”.
Terminando, sublinhou que a Universidade do Minho é, “a todos os níveis, um exemplo a seguir”, apesar da sua internacionalização e de ser uma academia global, nunca deixou de “aprofundar os laços com a região”.

A noite terminou nos jardins interiores do Largo do Paço, com jantar e convívio entre todos os presentes.


Texto: Ana Marques

Arquivo de 2019