BAB (2)
Cultura, 18.02.2021 às 18:21
Portal de pesquisa CAMINHO reúne digitalmente 1,4 milhões de obras
A celebração dos 47 anos da Universidade do Minho (UMinho) foi também motivo para o lançamento da nova plataforma de pesquisa, designada Caminho, que agrega mais de 1,4 milhões de exemplares das bibliotecas e arquivos associados à academia minhota.

O site ontem apresentado, no âmbito das comemorações do 47.º aniversário da Universidade, vai permitir aos cidadãos, aceder de forma gratuita, a um vasto espólio bibliográfico e arquivístico, disponibilizado por várias bibliotecas sediadas em Braga e Guimarães. O serviço vai permitir a pesquisa simultânea nos catálogos do Serviço de Documentação e Bibliotecas da UMinho, da Biblioteca Pública de Braga, da Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, da Biblioteca da Sociedade Martins Sarmento e do Arquivo Distrital de Braga, facilitando a localização e o acesso ao vasto património documental disponibilizado por estas instituições.

“Universidades e bibliotecas são, de facto, realidades indissociáveis”, começou por dizer Rui Vieira de Castro na apresentação do Portal, realçando que este é um projeto “do ponto de vista académico, do ponto de vista cultural, particularmente significativo”.

Também o diretor dos Serviços de Documentação da Universidade do Minho (SDUM), Eloy Rodrigues, destacou a importância do projeto, afirmando que a apresentação da nova plataforma digital assinala “um ponto de chegada” de um trabalho iniciado em 2014, mas também “um ponto de partida”, uma vez que se pretende, desde logo, a própria consolidação do “Caminho” com a integração, a curto prazo das publicações da UMinho Editora, e a médio/longo prazo, com a integração de núcleos museológicos associados à academia. Além disso, segundo o diretor dos SDUM, pretende-se um reforço da cooperação, da partilha de recursos e serviços, e o estabelecimento de uma “verdadeira rede de bibliotecas”, para além de uma “rede de entidades de património e memória associadas à UMinho”. “É certamente um novo caminho que estamos aqui a iniciar”, disse.

O Portal Caminho é, para Eloy Rodrigues, mais uma iniciativa e um instrumento da “afirmação da UMinho como uma Universidade sem muros”, uma Universidade que está “comprometida com o acesso aberto ao conhecimento e com a ciência aberta”, apontou. Salientando que a academia, através deste instrumento, disponibiliza, difunde e partilha “não apenas o conhecimento que produz, mas todo o património e a memória que preserva”, o qual vai facilitar “não apenas a localização daquilo que se procura, bem como proporcionar a possibilidade de descobertas inesperadas”, afirmou.

A cerimónia foi transmitida no Youtube da UMinho e contou ainda com as intervenções do presidente do Conselho Geral, Luís Valente de Oliveira, da vice-reitora para a Cultura e Sociedade, Manuela Martins, do diretor-geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, Silvestre Lacerda, dos diretores do Arquivo Distrital de Braga, António Sousa, da Biblioteca Pública de Braga, Maria João Amante, da Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, Aida Alves, e ainda do presidente da Sociedade Martins Sarmento (SMS), Paulo Vieira de Castro.

Texto: Ana Marques 

Foto: Nuno Gonçalves 

Arquivo de 2021