Tun'Obebes
Cultura, 01.05.2018
Médicas beirãs fazem "poker" no XI Serenatas ao Berço
Guimarães
A C'a Tuna Aos Saltos, Tuna Médica Feminina da Universidade da Beira Interior, teve uma actuação inesquecível no XI Serenatas ao Berço e levou para a Covilhã os prémios de Melhor Tuna, Melhor Instrumental, Melhor Pandeireta e Melhor Porta-Estandarte.

Dois dias, duas noites, dois espetáculos. A noite de serenatas encheu o Largo da Oliveira de Vimaranenses, estudantes e turistas. Uma noite que não deixou de ser marcada pelo espírito irreverente das Bebes e que não abdicou de umas piadinhas entre atuações de tunas. O dia do espetáculo não foi diferente. Animação e espírito boémio reinaram no Centro Cultural Vila Flor - casa onde decorreu o espetáculo.

C'a Tuna aos Saltos, EST'eS La Tuna Feminina, TAFUÉ, TFIPCA, Afonsina, Tuna Universitária do Minho e Opum Dei juntaram-se à Tun'Obebes num fim de semana que fez as delícias dos participantes e dos espectadores.

O grande destaque da noite, em termos de actuação, vai para a C'a Tuna aos Saltos, que arrebatou os prémios de Melhor Tuna, Melhor Instrumental, Melhor Pandeireta e Melhor Porta-Estandarte. Os restantes prémios a concurso foram para a TAFUÉ (Melhor Solista e Melhor Serenata) e para a EST'es La Tuna Feminina (Melhor Original).

O outro destaque vai para a actuação das anfitriãs. (Quase) Todas as gerações de tunantes se juntaram em palco para celebrar 25 anos de Tun'Obebes e 11 edições de Serenatas ao Berço. No Grande Auditório do Centro Cultural Vila Flor, cantaram-se melodias já conhecidas, mas também houve estreias. Ressalta-se o mais recente original "Menino D'Oiro". Muitos agradecimentos - a fundadoras, pessoas marcantes na história da tuna -, muitos momentos trazidos à lembrança e novas memórias que serão guardadas bem próximas do coração.

"O balanço é muito positivo!", mas já pensam na próxima edição, em mais e melhor.

Após de um ano afastado dos palcos, o Serenatas ao Berço voltou e é para ficar.

Fonte: Tun'Obebes

Arquivo de 2018