umdicas-ng-catedralloyd2016--16-fds
Cultura, 17.11.2016
Cátedra Carlos Lloyd Braga entregue a Aaron Williamon
UMinho
Nesta que foi a 16ª edição da Cátedra, a Fundação Carlos Lloyd Braga (FCLB)/Universidade do Minho atribuiu o título a Aaron Williamon, professor e diretor do Centro para a Ciência da Performance do Royal College of Music, no Reino Unido.


Depois de no ano transato ter reconhecido a área da enfermagem, em 2016, a Cátedra Carlos Lloyd Braga foi assim atribuída à área da música, a uma figura que é referência na exploração das razões pelas quais ouvimos música, do papel da música na evolução humana e ainda dos mecanismos cerebrais que regulam a nossa perceção e a resposta emocional à música.

A cerimónia de atribuição decorreu no passado dia 15 de novembro, no salão nobre do Edifício dos Congregados da UMinho, no centro de Braga, a qual contou com a presença do Vice-reitor Rui Vieira de Castro, do presidente da FCLB, Carlos Couto, do presidente do Instituto de Letras e Ciências Humanas (ILCH), João Cardoso Rosas, e do diretor do Departamento de Música, Ângelo Martingo.

A proposta de atribuição da Cátedra ao Professor Aaron Williamon surgiu por proposta do Departamento de Música do Instituto de Letras e Ciências Humanas, foi dedicada aos processos cognitivos e fisiológicos da interpretação musical, o que no entender de João Cardoso Rosas pretendeu mostrar a importância do papel da música na vida das pessoas, referindo que com esta proposta "quisemos acentuar a importância e centralidade das artes e do ensino artístico no Instituto de Letras e Ciências Humanas e na Universidade no seu conjunto. Consideramos que as artes devem ocupar um lugar de relevo numa instituição universitária completa".

Rui Vieira de Castro salientou na sua intervenção, a diversidade de áreas científicas e de formação em que a Cátedra já foi atribuída, sublinhando que é uma boa mostra das áreas de formação desenvolvidas pela Universidade.

O programa terminou com um concerto da Camerata e Orquestra de Cordas da UMinho, com a direção de Roberto Valdez e os solistas Vasco Faria (trompete) e Marina Pacheco (soprano).

A Cátedra Carlos Lloyd Braga homenageia o patrono da FCLB e primeiro reitor da UMinho, enaltecendo o seu multifacetado perfil cultural, universitário e cívico. É atribuída anualmente a uma personalidade nacional ou estrangeira, sob proposta de Escolas/Institutos, departamentos ou centros de investigação da academia minhota e enquadrada num programa científico-cultural de atividades.

Desde 2002, a Cátedra já distinguiu, por ordem, Dan Urry, Richard Watson, Ludo Kleitjens, Denis McQuail, Marshall Stoneham, Cândido Varela de Freitas, Joseph Gonnella, Ives Gandra Martins, Michael Myers, Laura Cavalcante Padilha, Martha Elizabeth Shenton, Richard Blundell, Anne & Jean Philippe Vassal, Karen Luker e Aaron Williamon.

Texto: Ana Marques

Fotografia: Nuno Gonçalves

(Pub. Dez/2016)

Arquivo de 2016