umdicas-ng-pvs--15-ff
Cultura, 17.12.2014
Pedro Machuqueiro foi o vencedor da 23ª edição do Prémio Victor de Sá de História Contemporânea
UMinho
A organização da cerimónia de entrega do prémio esteve a cargo do Conselho Cultural da Universidade do Minho, decorrendo no passado dia 11 de dezembro, no salão nobre da Reitoria da UMinho, a qual foi presidida pelo reitor António Cunha, contando ainda com a presença dos júris do concurso, bem como personalidades da região e da cultura.


A obra laureada, intitulada "Nos bastidores da Corte: O Rei e a Casa Real na crise da Monarquia 1889-1908" resultou de um trabalho de doutoramento que teve como principal objetivo fazer a análise historiográfica sistemática da Casa Real Portuguesa durante a época contemporânea, evidenciando as problemáticas inerentes à própria instituição e à conjuntura nacional de então.

O Prémio Victor de Sá de História Contemporânea é sustentado integralmente pelo mecenato cultural, aproveitando Eduarda Keating, presidente do Conselho Cultural da UMinho para agradecer aos parceiros que ?em tempos difíceis como os que atravessamos, mantêm, em regime de total mecenato, o Prémio Victor de Sá?.

O agradecimento do premiado foi lido pelo pai, uma vez que este se encontrava fora do país. Pedro Machuqueiro agradeceu o prémio, referindo que "a situação crítica que a investigação científica nacional atravessa (...) faz com que este prémio dê um novo alento ao trabalho que tenho agora desenvolvido".

 Foram ainda atribuídas as menções honrosas a Sérgio Ribeiro Pinto, pela obra "Servidores de Deus e funcionários de César. O Clero Paroquial como "Classe" Socioprofissional (1882-1917)", e Aurora Almada e Santos, com "A Organização das Nações Unidas e a Questão Colonial Portuguesa: 1961-1970".

Texto: Ana Marques 

Fotografia: Nuno Gonçalves


(Pub. Dez/2014)


Arquivo de 2014