celta2014--1-
Cultura, 15.12.2014
Mariquinha vem comigo até ao XXI CELTA – África!
Braga
O Theatro Circo foi palco de mais um espetáculo anual do CELTA (Certame Lusitano de Tunas Académicas) realizado no fim de semana de 12 e 13 de dezembro, a cargo da organização dos azuis da Academia (AZEITUNA). Depois de temas como "Cabaret", "Cinema", "Brasil" e "Azeiteiro" o CELTA trouxe até ao palco os ritmos quentes do continente Africano, tendo para isso a participação das melhores tunas do país, bem como um dos ícones da música africana, Bonga.


As noites do Certame apresentaram-se frias e um pouco chuvosas, mas dentro da sala de espetáculos sentia-se um calor imenso vindo dos ritmos quentes de África e das palmas que ecoavam ao mesmo tempo que se ouviam vários "Bravo" e "Vai Tuna".

Na primeira noite, as atuações estiveram a cargo das tunas mais a Norte, sendo que coube à anfitriã Azeituna fazer as honras da casa com uma breve atuação. De seguida, passaram pelo palco a Tuna da Universidade Católica Portuguesa - Porto (TUCP), os "vermelhinhos" da nossa Academia (Tuna Universitário do Minho), a Tuna do Instituto Politécnico de Viseu (TUNADÃO 1998) e a Tuna de Engenharia da Universidade do Porto (TEUP). Ainda na primeira noite, Bonga subiu ao palco e deu um autêntico espetáculo.

Na segunda noite, coube à Estudantina Universitária de Lisboa (EUL) abrir o espetáculo com uma atuação que percorreu Portugal de lés a lés, homenageando a música popular portuguesa. Seguidamente entrou em palco a Tuna Académica da Universidade da Beira Interior (DESERTUNA) e ainda mal havia começado a sua atuação, já as palmas ecoavam em todo o Theatro Circo. Para continuar a noite, do Instituto Politécnico de Santarém, a SCALABITUNA trouxe uma atuação integralmente dedicada ao continente africano. Por último, a Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico (TUIST) acabou por encerrar as atuações do conjunto de tunas a concurso. Como o que é bom tem direito a bis, Bonga atuou mais uma vez com a sua banda, sendo que o mesmo fechou o Certame num medley conjunto com a Azeituna.


Após a deliberação do júri, a grande vencedora foi a DESERTUNA, que à semelhança do ano transato, levou para casa os prémios de Melhor Tuna e Melhor Porta Estandarte, sendo que este ano ganhou, também, o prémio de Melhor Pandeireta. O prémio de segunda Melhor Tuna foi entregue aos engenheiros do Porto (TEUP), assim como o prémio de Melhor Solista. A SCALABITUNA levou para casa dois prémios, Melhor Tema (África) e Tuna mais Tuna. Por último, os alfacinhas (TUIST) levaram para Lisboa o prémio deterceira Melhor Tuna, enquanto os rapazes da TUNADÂO 1998 conquistaram o prémio de Melhor Instrumental.

Para terminar, CELTA que é CELTA tem como apresentador o "Kuoiso" da Azeituna, pois mesmo recém operado e de muletas encheu o Theatro Circo de gargalhadas, devido ao seu alto sentido de humor e irreverência. Este elemento da Tuna de Ciências da UMinho acabou por ser o espetáculo dentro do espetáculo, transformando os tempos de passagem entre tunas um autêntico espetáculo de comédia.

A organização da Azeituna preparou, também, mais festa para além do espetáculo no Theatro Circo, por isso no final de cada noite a festa continuou no Populum Club, sob o tema "O Regresso do Rei".

Texto: Cláudia Barros

Fotografia: Nuno Gonçalves


(Pub. Dez/2014)

Arquivo de 2014