linacasd23542w3
Cultura, 07.05.2013
Gatuna ganha prémio de “Melhor Tuna” em Braga
Braga
No passado fim-de-semana, realizou-se o Festival de Tunas Femininas - SamiLi, organizado pelas Líricas - Tuna Feminina da Universidade Católica Portuguesa, em Braga, do qual a Gatuna saiu vencedora, uma semana após comemorar o seu 20º aniversário.


O festival teve início no sábado, pelas 14h, com a receção das tunas a concurso, no Auditório Vita.

Seguiu-se o Passe-calles, por vários pontos da cidade de Braga, terminando no Café Viana, onde todas as tunas se reuniram. Entre cantorias e muito convívio, a Gatuna ainda teve tempo para algumas serenatas aos que por ali passavam.

Ao final do dia, as tunas convidadas jantaram na Confraria do Seminário Conciliar de Braga.

O festival propriamente dito começou pelas 21h30, no Auditório Vita e a concurso contou com as tunas: Magistuna (Tuna Feminina da ESSVA), TFIPCA (Tuna Feminina do IPCA - Barcelos), Tunesa (Tuna Feminina da Escola Superior Agrária de Ponte de Lima).  Atuaram também as Líricas (Tuna Feminina da Universidade Católica Portuguesa - Braga), tuna organizadora do festival.

A Gatuna, que comemorou o seu 20º aniversário na semana passada, abriu a sua atuação enchendo o palco de cor com a música "Color Esperanza". Passando a uma serenata, e aproveitando ser véspera de Dia da Mãe para dedica-la a todas as mães presentes na plateia, a Gatuna tocou "Zorro". Mostrou todo o seu orgulho na Pátria com o "Fado Português", música solada por um dos elementos do grupo. Por estar na cidade dos Gverreiros do Minho, a Gatuna tocou "Dejá Loin", um instrumental de Yann Tiersen, que contou com uma dança em forma de combate com a utilização da capa do traje e de bandeiras. A sua prestação encerrou ao som de "Pensando em ti", música de pandeiretas, do grupo dos anos 70, Gemini.

A Gatuna, além do prémio de "Melhor Tuna", venceu também o prémio de "Melhor Instrumental" e "Tuna Mais Solidária", pois foi a tuna que levou mais apoiantes ao festival. Sendo que o lucro dos bilhetes revertia para a restauração da Confraria de Nossa Senhora do Sameiro.

"Não há nada mais gratificante do que atuar em casa, podermos mostrar o nosso trabalho e sentir o carinho dos nossos conterrâneos! Ganhar o festival, é o a 'cereja em cima do bolo!'" (Teresa Carneiro, Gatuna)


Fonte: Gatuna


(Pub. Mai/2013)

Arquivo de 2013