default-header-news
Cultura, 03.12.2012
Director Artístico do Teatro Universitário do Minho vence Prémio Literário
UMinho
O romance "O Sol Morreu Aqui", de João Negreiros, director artístico do Teatro Universitário do Minho, venceu o prémio literário Dias de Melo de 2012. O júri, constituído por personalidades de reconhecido mérito literário, foi unânime em considerar a obra de João Negreiros merecedora do prestigiado galardão, tendo decidido também apoiar a sua edição.


Os membros do júri consideraram que o romance vencedor será "um marco importante na literatura portuguesa", sendo umaobra de "inegável valor literário muito superior à maior parte das que se vão publicando em Portugal". "O originalíssimo narrador auto reflexivo e subversor da própria narrativa que controla, embora finja muitas vezes que ela se lhe escapa; o desconcertante clima surrealista num livro de sabor realista;  a lúcida dimensão ética que assume;  a forma como, a partir de várias histórias que correm em paralelo, acaba por as tornar numa unidade narrativa; a ironia de uma eficácia rara";   foram algumas das razões apontadas pelo júri, para declarar a obra como vencedora do concurso.

O júri do Prémio Literário Nacional Dias de Melo, organizado em parceria pela Câmara Municipal das Lajes do Pico e pela editora Ver Açor, congratulou-se pelo êxito deste concurso literário, quer pela quantidade de concorrentes, que superou uma centena, quer pela qualidade de várias das obras apresentadas.


"O Sol Morreu Aqui" é o primeiro romance de João Negreiros. Este escritor, conhecido até agora como poeta e dramaturgo, já venceu vários prémios nacionais e internacionais na área da poesia.


Texto: Cátia Silva


(Pub. Dez/2012)

Arquivo de 2012