crj52462
Cultura, 27.06.2012
XXII FITU Bracara Avgvsta encanta Braga
Theatro Circo
Braga recebeu mais uma edição do Festival Internacional de Tunas Universitárias, organizado pela Tuna Universitária do Minho, que durante dois dias encheu a cidade com estudantes de todo o país e, ainda, de Puerto Rico e Espanha.


Durante os dias 25 e 26 de Maio, algumas das melhores tunas do país estiveram reunidas em Braga para participarem naquela que é já a 22ª edição de um dos festivais mais emblemáticos de tunas universitárias.

O Theatro Circo, sala que normalmente recebe o FITU Bracara Avgvsta, encheu a sua mítica sala de espetáculos para receber as oito tunas que pisariam o palco ao longo do fim-de-semana.

Serenata à cidade de Braga

São alguns os meses de trabalho que antecedem o festival da Tuna Universitária do Minho. A divulgação, a recolha de patrocínios, a organização apertada para que nada falhe nos dias do espetáculo, fazem deste festival de tunas universitárias um do melhores de Portugal.

Desengane-se quem acha que o FITU Bracara Avgvsta começa apenas na sexta-feira, já no Theatro Circo.

Quinta-feira é um dos dias mais aguardados pelos estudantes da Universidade do Minho e pelos habitantes de Braga que já conhecem bem a tradição da TUM e da sua serenata à cidade.



Este ano, devido à organização da Feira Romana ter coincidido com as datas do festival, a Tuna Universitária do Minho deixou a Sé de Braga, local que recebeu a serenata em anos posteriores, e rumou ao espaço cultural Vila que se encheu de estudantes e curiosos para, à luz das velas, ouvirem as oito músicas que compuseram o espetáculo.

As arrepiantes prestações do solista da Tuna Universitária do Minho, foram o ponto alto dessa noite, que surpreendeu ainda os presentes com uma atuação da TUM com aqueles que são considerados os embaixadores de Puerto Rico, a TunAmerica Universitaria de Puerto Rico.

Às meninas presentes, a noite acabaria com uma rosa oferecida pelos membros da TUM.



O primeiro dia de festival

Ao longo da tarde de sexta-feira, as tunas que iriam participar no FITU Bracara Avgvsta foram chegando a Braga e conhecendo as residenciais e respectivas guias que durante todo o fim-de-semana os acompanhariam.

O jantar esteve ao encargo do Vila, que reuniu no novo espaço cultural da cidade, as tunas convidadas.

Não tardava o palco e a sala de ensaios a estarem prontos para receber as tunas que nessa noite subiriam ao palco do Theatro Circo.

A tuna anfitriã, Tuna Universitária do Minho fizeram as honras da casa e aqueceram o palco com uma pequena atuação para logo a seguir ser a Tuna de Medicina do Porto, Tuna de Medicina da Universidade de Coimbra, Tuna da Universidade Católica do Porto e a Tuna Universitaria Almería a estrear a edição deste ano. Foi com sala quase lotada que a animação típica dos estudantes contagiou o público presente.

Nessa noite a apresentação ficou ao encargo do Grupo de Jograis Universitários do Minho e o espetáculo seria encerrado com aAzeituna - Tuna de Ciências da Universidade do Minho que aproveitaram para promover o ser espetáculo dos vinte anos da tuna.

A festa continuaria na discoteca Sardinha Biba como já é tradição.



Um último dia emotivo

A noite havia sido longa para os estudantes que se apresentaram à hora do almoço no Vila mas uma tarde de atividades promovidas pela Tuna Universitária do Minho, aguardava-os.

Aproveitando um centro histórico cheio de pessoas que visitavam a feira romana, outra das tradições do FITU Bracara Avgvsta cumpriu-se e o habitual Passa-Calles com as tunas presentes, realizou-se.

O trajeto passou por locais bem conhecidos de Braga como as fontes da Avenida, o café Brasileira, jardim de Sta. Bárbara e Campo da Vinha e as tunas fizeram o que melhor sabem, animando os muitos turistas que visitavam a cidade e os próprios feirantes que não deixaram passar em branco a presença das tunas.


Checksound das tunas feito e havia tempo para estas descansarem antes de ser a vez das outras quatro tunas presentes subirem ao palco e encantarem, mais uma vez, o público presente.

A Tuna do Instituto Superior Técnico, Tuna Universitária de Aveiro, TunAmerica Universitaria de Puerto Rico  e a Tuna Universitária do Porto tiveram as honras nessa noite de animar a maior sala de espetáculos bracarense.

Trajados de luto, os estudantes da academia minhota não se quiseram esquecer da colega que falecera nesse dia vítima do atropelamento uma semana antes, na entrada da Universidade do Minho, bem como a Tuna Universitária do Minho que acabaria por dedicar uma música à colega.

A apresentação esteve entregue ao jovem humorista bracarense Pedro Soares.


TUIST considerada a melhor tuna

A TUIST, Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico sagrou-se a grande vencedora da noite ao ganhar o prémio de melhor tuna e de melhor solista. Já a Tuna da Universidade Católica do Porto ganhou os prémios de melhor pandeireta e Passa-Calles. Os doutores da Tuna de Medicina da Universidade de Coimbra ganhariam o prémio de melhor porta-estandarte, segunda melhor tuna e tuna mais tuna. O prémio de melhor instrumental e de terceira melhor tuna foi entregue aos porto-riquenhos da TunAmerica Universitaria de Puerto Rico.

A noite acabaria, mais uma vez, na discoteca Sardinha Biba.

Texto: Adriana Couto

Fotografia: Nuno Gonçalves


(Pub. Mai/2012)



Arquivo de 2012