gatuna1-edited-1comb570--1-
Cultura, 26.03.2012
Tuna Feminina Universitária do Minho é considerada Melhor Tuna em Coimbra
Coimbra
No passado fim-de-semana, decorreu em Coimbra o II Panaceia, Festival de Tunas Femininas, organizado pela Tuna Feminina de Medicina Da Universidade de Coimbra e no qual a Gatuna, para além de ter vencido o prémio de Melhor Tuna, trouxe ainda mais quatro galardões!


O Festival teve início na Sexta-feira, no final do dia, sendo a noite encantada por serenatas no Café Santa Cruz, um típico café no Centro Histórico da cidade. A Gatuna representou o Minho com as suas canções de amor, divulgou Braga, capital europeia da juventude, e levou um pouco da inspiração de Guimarães, capital europeia da cultura.

O Sábado, dia do concurso, começou cedo e foi repleto de atividades. Houve, logo de início, umpeddypapere, de seguida, a Gatuna aproveitou para tocar as suas "Trovas ao vento" pelas ruas da baixa e do centro histórico. O festival propriamente dito começou às 21h no Teatro Académico Gil Vicente e teve como tunas concorrentes: Tuna Feminina da Universidade de Aveiro, Tuna Feminina Scalabitana (Santarém) e TunaMaria (Lisboa). Também atuaram as Tuna de Medicina da Universidade de Coimbra, Tuna Académica da Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra e a Tuna de Medicina de Málaga.

Na cidade do fado e das baladas, a Gatuna abriu a sua atuação com o Fado Português, música solada por um dos elementos do grupo. No meio das serenatas cantadas pelas meninas do Minho, o público vibrou com a valente interpretação do Instumental de Yann Tiersen, "Deja Loin", que contou com uma dança em forma de combate com a utilização da capa do traje e de bandeiras. A Gatuna encerrou a sua prestação com o seu hino oficial, o ?Estudante Minhoto?, convidando os presentes a conhecer um pouco mais a Universidade do Minho e o seu ambiente académico.


Além de Melhor Tuna, a Gatuna recebeu também os prémios de melhor instrumental, melhor serenata, melhor porta-estandarte e melhor pandeireta. "Participar nos festivais que se realizam pelo país é sempre uma alegria, mas a satisfação é acrescida quando voltamos para casa com tantos prémios",declarou Ana Luísa Vieira, responsável da Gatuna.


Texto: Redacção


(Pub. Mar/2012)

Arquivo de 2012