011azeituna-tour--4-
Cultura, 30.06.2011
Azeituna realizou digressão à Holanda, Alemanha e Luxemburgo
Europa
Entre os dias 20 e 31 de Maio, a Azeituna - Tuna de Ciências da Universidade do Minho - realizou a sua habitual digressão. O que de resto tem vindo a acontecer, anos após ano, desde a criação da tuna, em 1992.

Este ano, a ideia partiu de alguns Azeitunos que participaram, em 2001, numa digressão à Holanda. Neste sentido, 23 elementos da Tuna partiram, em três carrinhas de nove lugares, rumo a Amesterdão, onde ficaram durante cinco dias, actuando na Associação Portuguesa de Amesterdão e nas ruas da cidade. Passaram também na Alemanha, onde tiveram três actuações: Na universidade de Freiburg, no restaurante Magrest, em Singen e no Lisboa Bar, em Munique. Antes do regresso, actuaram ainda no Luxemburgo, em cafés parceiros da portuguesa Bicafé.

Para além de Portugal Continental e Ilhas, a Azeituna já visitou, em anos anteriores, várias vezes países da Europa Central, do Sul e de Leste, em digressões semelhantes a esta última, em carrinhas ou caravanas. Já estiveram também nos Estados Unidos, no Canadá e no Brasil, sendo que visitaram este último país por cinco vezes.


A Azeituna realiza anualmente estas digressões, com o objectivo de representar a Universidade, a cidade de Braga e suas tradições culturais em várias regiões do globo, dando a conhecer a sua música e instrumentos. "Gostamos de estar em contacto com culturas diferentes e absorver um pouco da sua musicalidade", revelou Emanuel Gouveia, membro da Azeituna.

Como ponto alto da digressão deste ano, os Azeitunos apontam a actuação no Lisboa Bar, um bar/restaurante que já conheciam de digressões anteriores. "Foi um momento a recordar" corroborou Emanuel Gouveia. No entanto, também salientam a actuação nas ruas de Amesterdão e o convívio com os emigrantes portugueses, no Luxemburgo. "Foi uma viagem repleta de bons momentos, até porque fomos muito bem recebidos em todo o lado e as pessoas mostraram-se muito receptivas à nossa música", acrescentou.

Texto: Teresa Magalhães


(Pub. Jun/2011)

Arquivo de 2011