rendra-fi-fitu--5-
Cultura, De 15.04.2011 a 16.04.2011
Theatro Circo acolheu XXI FITU
Theatro Circo
O XXI FITU Bracara Avgvsta - Festival Internacional de Tunas Universitárias trouxe, nos passados dias 15 e 16 de Abril, tunas de todo o país e ainda de Espanha à cidade dos Arcebispos. A sala de espectáculos do Theatro Circo encheu-se na segunda noite do festival para receber a 21ª edição do evento, que foi organizado pela ARCUM através da Tuna Universitária do Minho (TUM).


O primeiro dia do festival começou com a tradicional serenata dedicada à cidade de Braga no dia 14, protagonizada pela Tuna Universitária do Minho, que este ano teve lugar na Rua do Souto.

O FITU confirmou-se mais uma vez como palco de oportunidades e rampa para voos ainda mais altos. Este ano, a diversidade das tunas esteve patente no festival, desde tunas que são já habituais no evento, até grupos estreantes, tunas nacionais e estrangeiras, a qualidade foi de alto nível, e os feedbacks do público presente patentearam isso.

Levando para casa o primeiro prémio - "Melhor Tuna" - a Universitária de Aveiro venceu, pela quarta vez, o FITU, arrecadando também o prémio de "Melhor instrumental". O festival contou com a presença do Reitor da Universidade do Minho, Prof. António Cunha, que entregou o primeiro prémio, e do Presidente da AAUM, Luís Rodrigues, que entregou o segundo prémio à Tuna da Universidade Católica Portuguesa do Porto, que levou também o prémio de melhor pandeireta. O terceiro prémio foi entregue por Carlos Silva, Administrador dos SASUM à anTUNiA - Tuna de Ciências e Tecnologias da Universidade Nova de Lisboa.

O prémio da "Tuna mais Tuna", atribuído à tuna que mostrou melhor espírito académico ao longo de todo o festival, foi directo para a Transmontuna - Tuna Universitária de Trás-os-Montes e Alto Douro. "Está a ser espectacular", "Este espírito é fantástico", foi assim que Diogo Seco, presidente da Copituna e Miguel Fonseca, membro da Transmontuna, caracterizaram o XXI FITU.




A Tuna de la Universidad Rey Juan Carlos (Madrid- Espanha) levou consigo o lugar de "Melhor Passa Calhas", pela sua prestação no desfile realizado no sábado à tarde pelas ruas do centro da cidade de Braga, enquanto a Copituna d'Oppidana - Tuna Académica da Guarda - venceu o prémio de "melhor bandeira". A Tuna de Derecho de Oviedo arrecadou o prémio de "melhor solista".


Este festival contou ainda com a participação especial e apresentação dos Jogralhos - Grupo de Jograis Universitários do Minho, que teceram duras críticas ao actual estado do país.


Com o espírito académico elevado ao seu expoente máximo, o XXI FITU teve a Azeituna - Tuna de Ciências da Universidade do Minho - como participação extra-concurso, presenteando o público com uma performance em tons de comédia. Também a Camerata Bracarense teve uma participação especial, em conjunto com a TUM, interpretando temas como "O Abraço Acontece" e "Desejo". O evento teve ainda a presença e actuação da Tuna de Derecho de la Universidad de La Laguna (Tenerife - Espanha).


Segundo Nuno Rodrigues, elemento da TUM, "a crise não afectou o mundo das tunas", acrescentando ainda que o nível musical das tunas e o "espírito académico" é para manter na próxima edição do evento.

Texto:
Rita Vilaça

(Pub. Abr/2011)

Arquivo de 2011