umdicas-berco2010--6-
Cultura, 22.11.2010
Católica brilha na Cidade Berço
Guimarães
A Tuna da Universidade Católica Portuguesa do Porto, no passado dia 13 de Novembro, brilhou no palco do São Mamede CAE ao arrebatar os prémios para Melhor Tuna e Melhor Solista. Este VIII Cidade Berço ficou ainda marcado pelas belas melodias da Tuna Universitária de Aveiro (2ª Melhor Tuna e Melhor Serenata), pela intensa chuva com que S. Pedro o abençoou... e pela feroz critica politica e social dos Jogralhos.


À semelhança da edição anterior, S. Pedro quis também marcar presença no Cidade Berço e brindou a Afonsina com uma enorme chuvada. Mas enganem-se aqueles que a chuva ou um derby Vitória SC versus SCBraga poderia "atrapalhar" o festival.

O público vitoriano demonstrou que gosta de boa música e que é amante das tradições culturais da universidade que acolhe, enchendo por completo o São Mamede CAE.

Com um cartaz que contava a concurso com a Estudantina Universitária de Coimbra, Tuna da Universidade Católica Portuguesa, Tuna Académica da Universidade da Beira Interior (Desertuna) e Tuna Universitária de Aveiro, coube à Tun'Obebes (Tuna Feminina de Engenharia da UMinho) as honras de abertura deste VIII Cidade Berço.




As futuras engenheiras iniciaram a sua "performance" em palco com um pequeno "sketch" humorístico onde o Primeiro-ministro José Sócrates e a crise financeira "andavam de mãos dadas".

Terminada a actuação da Tun'Obebes coube aos Jograis da UMinho a apresentação do festival. Com o seu característico humor - mordaz e muito irónico - os "amarelos" arrancaram gargalhadas, despertaram consciências e "encheram chouriços" enquanto as tunas se preparavam para entrar em palco.

A primeira tuna a encantar a plateia com as suas belas melodias foi a Tuna Universitária de Aveiro, que inspirada por Zeca Afonso, essa figura icónica da música portuguesa que é um dos símbolos da luta pela liberdade, conquistou o prémio de 2ª Melhor Tuna e Melhor Serenata.



Logo de seguida coube à Estudantina de Coimbra trazer a palco o tão característico fado da cidade dos estudantes. Numa performance marcada pela forte componente de percussão, os tunos da Estudantina levaram para casa o prémio de Melhor Instrumental.

Após um breve intervalo e mais umas pertinentes e belicosas indirectas ao governo, os Jograis deram lugar à Desertuna - Tuna Académica da Universidade da Beira Interior. Os Beirões não deixaram os seus créditos por mãos alheias e arrebataram os prémios de Melhor Pandeireta, Melhor Porta-Estandarte e Tuna Mais Tuna!

Quem se seguiu aos senhores da Beira Interior foram os grandes vencedores da noite (prémio de Melhor Tuna e Melhor Solista): os tunos da Universidade Católica Portuguesa. Os tripeiros estiveram afinadíssimos e demonstraram que o prémio para Melhor Tuna foi-lhes justamente entregue.



A encerrar o Cidade Berço subiram a palco os organizadores deste prestigiado evento cultural, os "engenheiros" da Afonsina.

A Afonsina está de parabéns por uma mais uma excelente organização que trouxe a Guimarães algumas das melhores tunas nacionais, mas que no entanto continua a pecar pela hora tardia com que dá inicio ao festival.

Texto e Fotografia: Nuno Gonçalves


(Pub. Nov/2010)

Arquivo de 2010