default-header-news
Cultura, 15.01.2010
Espectáculo de Poesia "o jornalista da vossa beleza"
Auditório do TUM

Depois do grande sucesso de "Inspiração é Respirar", o Teatro Universitário do Minho aborda de novo o imaginário lírico de João Negreiros. O espectáculo é uma fusão de poemas antigos e inéditos. O naturalismo, a emoção aliados à dimensão sonora da poesia dão a toda a performance uma sensação visceral e palpável, aproximando os poemas dos anseios, medos e problemáticas do próprio público.

É um espectáculo alegre e soturno, épico e intimista, hilariante e dramático. As vozes de tessituras diferentes fornecem uma paleta sonora muito abrangente dando cor e alma à literatura que já de si a possui. Momentos únicos com os quais o público se identificará.

É a poesia para pessoas primeiro e para poetas depois.
É a poesia para pessoas primeiro e para leitores depois.
É a poesia para pessoas primeiro e para pessoas agora.

Ficha técnica: Selecção de textos e interpretação: Agostinho Silva, Andreia Dantas, Eduarda Freitas e Vítor Arezes

Assistência: Dina Costa

Botão de campainha Não há flores na campa do Narciso
não há flores na campa da Margarida porque morreu a florista
não há quem os regue com o sal das lágrimas
não há quem os lave com a água dos olhos
não há quem afaste os cardos com esse ancinho ancião que coçava as costas dos finados
a Rosinha morreu
a Rosinha morreu e a irmã mais velha chora de secura a sua lápide o seu jazigo de suores frios e todas as flores estão secas mortas salgadas e nada podem fazer pelos mortos que estão moribundos
a florista morreu e o cemitério está vivo
os mortos levantaram-se para consolar as flores

in o cheiro da sombra das flores

Teatro Universitário do Minho -- Teatro Universitário do Minho
Sede: Rua do Castelo Complexo Pedagógico do Castelo, sala 212 4710-320 Braga
Auditório: Auditório de Bolso do TUM
Rua do Farto, nº 4/6 (à Sé) 4710-421, Braga
Tlm. 965530263/ 933776864

(Pub. Jan/2010)

Arquivo de 2010