default-header-news
Cultura, 30.11.2009
Récita 1º Dezembro
Theatro Circo
A celebração da restauração da independência de Portugal efectuada pelos estudantes minhotos está de volta ao Theatro Circo! A tradicional "Récita do 1º de Dezembro" vai fazer subir a palco pelas 21h30 do dia 30 de Novembro os grupos culturais da UMinho.
Desenvolvida pela Associação Académica da Universidade do Minho com o objectivo de perpetuar a ancestral celebração da restauração da independência de Portugal e a aclamação do rei D. João IV, Duque de Bragança, a iniciativa, que é apresentada pelo Grupo de Jogralhos, conta ainda com as actuações do Coro Académico, do Grupo de Fados, da tuna feminina "TunO'bebes" e da tuna "Afonsina".
Na segunda parte da récita sobem ao palco do Theatro Circo o grupo de percussão Bomboémia, a Azeituna, a Gatuna, a Augustuna e a Opum Dei - Ordem Profética da Universidade do Minho.
Com longa tradição em Braga, as celebrações da Restauração da Independência remontam a 1640, ano em que os estudantes jesuítas do Colégio de São Paulo iniciaram a tradição ao saírem à rua para aclamar o novo rei de Portugal.
Interrompida em 1759 com a expulsão dos jesuítas decretada pelo Marquês do Pombal, a actividade - que está geneticamente implantada nas tradições da Academia Bracarense - ressurge na primeira metade do século XIX com a fundação do Liceu D. Maria II, adquirindo, algumas décadas mais tarde, um carácter oficial.
Evocada através dos séculos em várias cidades, é, contudo, em Braga que a data é vivida com maior entusiasmo e persistência, tendo assumido formas variadas até à criação da Universidade do Minho e ao regresso das celebrações com carácter académico, estando mesmo na génese do também já tradicional "Enterro da Gata".
Fonte: Câmara Municipal de Braga
(Div. Nov./2009)
Arquivo de 2009