default-header-news
Cultura, De 07.04.2009 a 09.04.2009
Orquestra da UM - Concurso Internacional da Covilhã
Covilhã
A Orquestra de Câmara do Minho vai uma vez mais marcar presença no Concurso Internacional da Covilhã de 7 a 9 de Abril no Concurso Internacional da Covilhã
A sétima edição do Concurso de Instrumentos de Arco "Júlio Cardona", organizado pela Juventude Musical Portuguesa e com o alto patrocínio do Presidente da República, realiza-se na "cidade-neve", no Teatro-Cine, com a garantia de participação de jovens das melhores escolas de arco europeias.
Este concurso é realizado desde 1997, em homenagem ao covilhanense Júlio Cardona, uma figura ilustre da música em Portugal e o fundador da Orquestra de Lisboa, além de professor no Conservatório Nacional.
Nesta edição, a Orquestra de Câmara do Minho irá acompanhar os concorrentes nos dias 7 e 8, estando agendado para o dia 9 o Concerto dos Laureados que decorre a partir das 21h30.
Entre o repertório para este Concurso Internacional de Cordas, a Orquestra de Câmara do Minho irá interpretar os Concertos para violino de Wolfgang Amadeus Mozart n.ºs 3 e 5, os Concertos para violoncelo de Joseph Haydn, a Sinfonia em Si bemol de Carlos Seixas e a Suite para cordas de Leos Janacek.
A ORQUESTRA DE CÂMARA DO MINHO é formada por cerca de 40 jovens músicos, intérpretes do novo panorama musical português, todos com formação de nível superior em prestigiadas escolas portuguesas e estrangeiras.
Fundada em 2006 por iniciativa da Prof.ª Doutora Elisa Lessa (Universidade do Minho), sua Directora Artística, a Orquestra de Câmara do Minho tem o apoio da Reitoria da Universidade do Minho e do seu Conselho Cultural. Pretendendo constituir-se como estrutura permanente da Universidade do Minho, a orquestra tem sido dirigida por Vitor Matos, Pedro Carneiro, Luís Machado e pelo Maestro de nacionalidade americana Toby Hofmann, apresentando-se com prestigiados solistas, como Ilya Grubert (violino), Luís Pipa (piano), Gary Hoffman (violoncelo) e Sara Braga Simões (canto).
LUÍS MACHADO nasceu em 1978 e iniciou os seus estudos musicais aos doze anos com o professor Carlos Carneiro, tendo ingressado na ARTAVE onde estudou violino com os professores José Camarinha e Gaio Lima.
Como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian obteve a licenciatura em violino na Hogeschool voor de Kunsten Utrecht ? Holanda, na classe da professora Keiko Wataya. Em 2005 conclui o curso de pós-graduação em direcção de orquestra, com Distinção, na Royal Academy of Music, onde estudou com os maestros Colin Metters, Sir Colin Davis e George Hurst. Participou em master-classes com os seguintes maestros: Sir Colin Davis, Kenneth Kiesler (Universidade de Michigan), Mark Shanahan, Nicholas Cleobury, Lutz Köhler (Universidade de Berlim), Kotaro Sato (Geidai de Tóquio), entre outros.
Em 1998 obteve o 2.º prémio em violino nível - superior no concurso "Prémio Jovens Músicos". Em 2003 foi-lhe atribuída a bolsa de estudo "Sir Henry Wood" e em 2005 o prémio "Foundation Award" pela Royal Academy of Music.
Apresentou-se em público com a Royal Academy Concert Orchestra, o Manson Ensemble e a Orquestra Sinfónica de Havant da qual foi maestro assistente na temporada de 2004/2005, sendo-lhe atribuída a "Bob Harding Bursary" para Jovens maestros por esta mesma orquestra.
É desde 2005 Maestro da Orquestra ARTAVE e director artístico do Lusocello Ensemble.
Arquivo de 2009